12 de mai de 2017

Don't work too Hard...

Algumas pessoas podem nao gostar disso e nao vao te considerar para um proximo trampo... Da proxima vez, apenas dance de acordo com a musica... ;)

11 de mar de 2017

That moment...

...when you realize your social skills are broken and you need to start over and learn all again! hahahaha

29 de fev de 2016

Mas a vida... Han, a vida é caixinha de surpresas...

Pois é, finalmente consegui ter um tempo pra não pensar em nada, aliás, pensar em tudo o que vem acontecendo, no que eu era e no que eu me tornei.

Engraçado como as coisas mudam, e não estou falando das voltas que o mundo dá, porque pelo menos pra mim a ideia do "mundo dar voltas" é de que aquele que está por baixo agora, um dia estará por cima e vice versa, e o que vem acontecendo, não tem muito a ver com estar por cima ou por baixo...

Pensando a quase 5 anos atrás, na verdade 5 anos e 18 dias pra ser mais exato, eu estava conhecendo uma pessoa que mudaria pra sempre a minha vida, a pessoa que por todos esses anos de lá pra cá, foi responsável por me tornar mais humano e mudar muitos dos meus pensamentos em relação as outras pessoas.

Naquele tempo, eu era só mais um cabeludo perdido na vida, sem a menor intensão de ter raízes em algum lugar ou alguém, tá certo que eu só tinha 24 anos e tinha acabado de voltar de um mochilão e que vivia sem dinheiro de freela em freela, sem o menor saco pra ter um trampo fixo (na verdade mesmo depois disso, até hoje ainda não tenho paciência pra trabalhar em um só lugar). Ela era uma pessoa alegre, retardada (assim como eu), cheia de amor e vida, que mal tinha saído do estado, ou feito grandes viagens, e que dizia que queria passar a vida toda ali no seu bairro, pois não se enxergava morando em outro lugar. Ainda lembro de cada momento em que ela me levou pra fazer um tour por cada esquina e ruazinha torta de onde morava, pra mim aquilo parecia de um labirinto de ladeiras! rs

Já eu dizia que não pensava em ter familia, casa, nem nada do tipo, namorar então... jamais! Tinha acabado de arrumar um emprego como professor, comprado a moto que eu sempre quis, e pela primeira vez na vida estava experimentando a sensação de ter um pouco de dinheiro na conta!

O tempo passou, e passou rápido, tão rápido quanto foi intenso! Muitas viagens, estradas, garupa, medos, parcerias, tempos bons e ruins. Mas mesmo em meio a tudo isso, eu percebia que algo havia mudado em mim, passei a me importar mais com as pessoas, mesmo sendo relapso e esquecido, eu fazia questão de mostrar que estava ali para os meus amigos e quem mais precisasse. Até que as coisas começaram a ficar tensas, e eu comecei a repensar sobre o que valia a pena em relação ao meu comportamento e as pessoas. Foi então que eu comecei a me fechar, não era mais tão entusiasmado e alegre como eu era antes, basicamente só me abria e me sentia a vontade com ela.

Depois veio uma outra situação e pra mim, naquele momento, algo muito sério dentro de mim aconteceu, eu estava na grama do parque chorando e inconformado com o tamanho da merda que tinha acabado de acontecer, e arrependido de não ter tomado uma atitude, ao mesmo tempo que eu estava completamente perdido. Naquele dia, uma parte de mim morreu, na verdade eu inteiro morri, como no filme Inside Out, na hora em que a última memória estrutural desaba e a garota fica profundamente vazia e perdida.

Tudo o que eu tinha como referência de tudo na vida se foi, não fazia mais sentido, e até hoje consigo sentir esse vazio, aquele cara alegre e empolgado e feliz, virou só um cara, calado, profundamente triste e perdido.

Aos poucos com o tempo eu fui me reconstruindo, mas todos aqueles conceitos que eu tinha antes, agora não faziam o menor sentido, e eu aprendi a não confiar mais nas pessoas como antes, nem naquelas que teoricamente estariam acima de qualquer suspeita. Aprendi que só cabe a mim fazer as minhas coisas sozinho, parei de me preocupar com as pessoas, me fechei ainda mais, me calei como nunca tinha me calado antes, e me tranquei no meu mundo pra tentar me achar, mas acabei me perdendo ainda mais.

Hoje, fazendo menção ao título do post, ela que morria de medo de avião e se imaginava pro resto da vida no seu bairro, era impulsiva e super "raiz", está do outro lado do atlântico, se virando sozinha e se organizando pra ficar por lá. Sem falar na sua maturidade que de longe eu não chego nem a 1%, e mesmo ainda cheia de amor e vida, é mais ponderada e séria. Por conta de tudo isso, posso dizer que talvez ela seja a única pessoa que eu realmente admire, por tudo o que aconteceu e pelo que ela se tornou.

Em compensação, eu que era aquele cara alegre, que não tinha problema pra conversar, era sempre preocupado com as pessoas ao meu redor, amigos etc, passei a não dar a mínima para as pessoas, cuidando apenas daquelas que realmente se mostram perto, que na verdade da pra contar essas pessoas nos dedos da pata de um cavalo, quando comecei meu curso, fazia questão de dar bom dia e interagir com as pessoas, hoje dei Graças a Deus que estou sentado no fundo do canto da parede da sala, assim não preciso conversar com ninguém e só me concentrar no meu trabalho. Me tornei um cara que quando vai pro bar com os amigos, fica só prestando atenção na banda e curtindo a música, sem dar a mínima pro que está acontecendo ao meu redor, a ponto de até notar que uma garota está me olhando ou dançando meio que interessada perto de mim e "don't give a shit for this". Me tornei um cara que até em uma entrevista de emprego não tem o menor interesse ou a preocupação de puxar assunto ou perguntar algo, ou quando estou num grupo de pessoas, nem presto atenção na conversa porque fico entediado, na verdade, pessoas me deixam entediado, não vejo mais graça em ninguém...

Eu sei que isso não é bom pra mim, mas ao mesmo tempo, estou analisando o quanto também não é ruim, por isso que eu disse sobre a metáfora do mundo dar voltas, não caber nessa situação, porque assim como tudo na vida, o "segredo da felicidade" é encontrar o equilíbrio em tudo, talvez é isso que eu esteja precisando agora, achar o equilíbrio entre o que aconteceu, e o que eu sou agora. Mas de uma coisa eu tenho certeza, nunca mais vou ser tão humano quanto nesses quase 5 anos, pois parte da minha humanidade não está mais comigo.

18 de jan de 2016

E a vida...

Por que para algumas pessoas, tudo na vida tem que ser dificil e sofrido?

Nao estou falando de dinheiro apenas, mas de tudo! Desde que eu vim pro Canada, eu percebi o quanto eu me fodi e quanto continuo me fodendo pra estar aqui. Eu sei que tem gente que leva isso pro lado "politico" da coisa, aquela historia de meritocracia e bla bla bla... mas nao e disso que eu estou falando. Estou falando de ter uma vida em PAZ!

Posso garantir que 99% dos meus amigos que estudam comigo aqui, nao sabem o que e ter que trabalhar ate morrer literalmente e ainda assim dar um jeito de continuar trabalhando, porque vc precisa daquele emprego para atingir seus objetivos. Eu sei que todos tem problemas, mas a vida e muito mais facil quando seu pai,  sua mae e sua familia perfeita seguram a sua bronca, todo mes tem um dinheiro depositado na sua conta, voce nao tem problemas para se preocupar como brigas, morte etc, a unica resposabilidade que vc tem e vir pra escola e estudar, o seu unico "problema" e entregar seu trabalho a tempo...

O mais foda sao seus "amigos" basearem sua vida pelo seu Facebook, eles vem vc postando suas artes e algumas fotos da cidade ou qualquer coisa do tipo e acham que esta tudo lindo e maravilhoso, e nem se preocupam em perguntar se vc esta bem. Ninguem faz a menor ideia como e lidar com sua familia quando vc e brigado com eles, tao pouco, ninguem faz ideia de como e terminar um relacionamento com alguem que esteve do seu lado sempre e vc ama, porque vc surtou e nao conseguiu levar mais uma situacao que machucava, mesmo sabendo que vc nao estava 100% certo, ninguem faz a menor ideia de como e perder seu cachorro de repente sem mesmo ter a chance de dar um abraco nele antes de ir embora, ou pior, ter um bichinho que voce ama demais, estracalhado por um cachorro. Agora pega tudo isso, e poe em uma pessoa so, soma com o estress da escola (que nao eh pouco), adiciona uma dose gigante de cansaco por conta do emprego que vc precisa trabalhar de madrugada, e vai colocando mais doses de tristeza, e solidao... e ainda por cima conseguir entregar todos os seus trabalhos em dia na escola, sem faltar um! Ai quero ver se todos continuam sorrindo, felizes e contentes todos os dias!

Eu sei que eu sou abencoado de estar aqui e jamais quero ser mal agradecido por isso! Se nao fosse por Deus e algumas poucas pessoas, eu nem sairia da vidinha que eu tinha no Brasil. So tem dias, como hoje, que eu fico chateado por ter sempre que lutar ate perder as energias por algo, enquanto todos ao meu redor nao tem que se preocupar com nada. Na verdade, eu nao queria que eles estivessem mal, assim como eu estou, muito pelo contrario, pelo menos uma vez na vida eu queria estar bem assim como eles estao!

Mas como ja me disseram, se pegar o meu historico de vida e famila, eu nao deveria nem estar aqui, por tanto, so de continuar aqui ja e uma vitoria pra mim... eu sei disso e me alegro, mas eu sei que eu posso ser muito melhor do que isso, eu sei do meu potencial e do que eu posso fazer, so queria um pouco de Paz para conseguir pelo menos uma vez, nao apenas fazer algo, regular, e sim ser bom pra valer... ainda tenho esperancas de me formar com honra.... nao para mostrar para os outros, mas pra provar pra mim mesmo que Deus me capacita e eu posso fazer isso!

8 de dez de 2015

Sobre a vida...

Realmente a vida é uma surpresa... Quem diria que um dia eu me tornaria o maior filho da puta na vida de alguém... pois é... agora já posso ir pro inferno dos filhos da puta...

25 de ago de 2015

O mal que a gente faz a alguém...

Faz tempo que não passo por aqui, na verdade só tenho feito isso nos últimos tempos quando tenho algo para desabafar...

Um coisa que venho pensando por muito tempo e principalmente hoje, é nas consequências que nossas atitudes tem na vida das pessoas que nos cercam. Um simples ato, uma palavra torta, uma olhada errada, ou um surto desesperado diante de uma situação, tudo isso pode ter um efeito devastador na pessoa ou nas pessoas ligadas a a você.

Sempre tento manter a calma, respirar e deixar passar as situações, mas tenho chego num estado que não consigo fazer mais isso, não tenho mais paciência, não tenho mais tato, nem carinho nas minhas atitudes, estou desacreditado das pessoas, o ser humano é um bicho muito complicado (e eu me incluo nisso, afinal também sou humano). Novamente minhas bases foram destruídas, dessa vez foi mais sério que da primeira vez, mas por experiência do que já aconteceu, consigo lidar melhor com isso agora, mas isso não quer dizer que as coisas não mudaram em mim. Quem era meu melhor amigo de 27 anos, agora não passa de um cara estranho que perde a cabeça fácil e quando faz isso age feito um animal. A pessoa que sempre foi exemplo de "serenidade" se mostrou completamente infantil, amarga e rancorosa, com uma atitude estúpida, digna de uma pessoa pequena e medíocre.

Aquela que seria a base de tudo, na hora que eu mais precisei, se mostrou tão amarga e rancorosa que ficou cega diante da situação e hoje vive em cima do muro, tomando a responsabilidade de equilibrar as coisas que ela mesma ajudou a desequilibrar, e ainda hoje não assume isso. O cara que eu sempre corri atrás, mesmo tendo minhas brigas com ele, se mostrou um verdadeiro babaca, um ser ridículo que faz com que eu não me arrependa de não ter mais contato com ele há mais de seis anos.

Hoje a palavra família perdeu completamente o significado para mim, na verdade nem sei se um dia ela teve um significado de verdade, pois logo na primeira vez que ela foi colocada a prova, ela se mostrou completamente diferente daquilo que aprendi em toda a minha vida. Mas uma coisa boa de tudo isso, é que como nunca antes havia acontecido na minha vida, eu sei que estou muito melhor sozinho nesse sentido, nunca me senti tão feliz por não confiar nas pessoas a ponto de me abrir completamente com elas, pois se quem era acima de qualquer suspeita virou as costas para mim, imagina os outros...

Aí diante de tudo isso, você se depara com uma situação que você defende e defendeu durante anos e você vê que por mais que você faça, prove, mude, aconteça etc, nunca é o bastante, e aquilo que aconteceu há anos atrás, sempre volta a tona, sempre está na mesa e é usado contra você como embasamento para outras atitudes tão destrutivas quanto as que aconteceram há muito tempo.

Até que chega uma hora que tudo explode, você não aguenta mais, você fala um monte de merda, machuca, literalmente, perde o controle, surta, e devasta a vida de quem está perto. O pior de tudo é que sempre é uma via de mão dupla, ação e reação, e se não tomar cuidado vira um círculo vicioso e eterno de batidas e rebatidas enquanto um vai machucando o outro até a hora que os dois se matam por completo...

Juro que eu tento fazer diferente, juro que me arrependo de todas as vezes que isso acontece, mas a cada vez que isso acontece é MAIS uma vez que isso acontece, independente do que você mostre ou faça, vive acontecendo, e novamente, você fere e derruba uma vez mais quem está do seu lado.

Diante de tudo isso, só consigo concluir que não tenho o menor talento para lidar com as pessoas, o ser humano é complicado demais....

7 de jul de 2015

Pois é...

Mais uma vez eu pisei na bola...
Disse o que não devia...
Machuquei...
Magoei...
Fiz tudo o que não devia...

Me desculpe por não fazer a coisa certo...
Por não saber lidar com algumas coisas...
Por não ter paciência...
Por não ter tato...
Por muitas vezes perder o controle e não saber o que pensar...

As vezes sinto que não sou o tipo de pessoa que você merece...
Alguém que te faça feliz...
Alguém que não te abandone...
Alguém que te dê a mão para enfrentar o mundo juntos...
Alguém que não apenas sorri com você, mas alguém que te arranca sorriso...
Alguém que não te faça chorar...

Você merece ser feliz de verdade...
Você não merece ser feliz pela metade...
Você merece todo carinho e amor do mundo...
Você merece companheirismo de verdade...

Por isso e por tudo mais eu queria te pedir desculpas...
Por ter te colocado nessa situação...
Por ter trazido brigas...
Por ter trazido inseguranças...